Mutual Seguros é boa e confiável?

Em um mercado cercado de gigantes, cada dia ouvimos falar de uma seguradora diferente, mas muitas vezes se quer sabemos o que esperar destas empresas. Recentemente o número de pesquisas sobre a Mutual Seguros vem crescendo, e a pergunta que todos se fazem é:

Mutual Seguros é boa e confiável?

Durante o seu tempo em exercício a Mutual Seguros foi avaliada por seus clientes como uma boa empresa, na plataforma Reclame AQUI, no entanto a empresa está encerrando as suas atividades, devido a problemas financeiros. No momento a empresa se encontra em uma liquidação extrajudicial, e vamos tentar esclarecer algumas dúvidas sobre o que está ocorrendo com a seguradora no momento:

O que é liquidação extrajudicial?

A liquidação extrajudicial é decretada quando uma Seguradora se encontra insolvente, ou seja, com má situação econômico-financeira, de acordo com o artigo 96 do Decreto-Lei n° 73/66, c/c artigo 15 da Lei 6.024/74. A instalação da liquidação extrajudicial provoca, de forma antecipada, o encerramento das operações da empresa. É nomeado um liquidante encarregado de realizar os ativos da companhia e pagar os credores, observada a ordem de classificação dos créditos determinada em lei e a disponibilidade financeira da massa liquidanda. O Liquidante, após efetuar o levantamento de todos os créditos a pagar, promoverá a publicação do quadro geral de credores, no qual estarão listados os créditos habilitados para posterior pagamento.

As apólices emitidas pela Companhia Mutual de Seguros continuam em vigor?
Não. A decretação da liquidação extrajudicial provoca o cancelamento de todas as apólices, a partir de 06/11/2015.

Os segurados foram transferidos para outra seguradora?
Não. Cada cliente escolhe outra seguradora para contratar novo seguro e assinar novo contrato.

Ocorreu um sinistro após a decretação da liquidação extrajudicial (05/11/2015). O segurado/beneficiário tem direito a receber alguma indenização?
Não, porque as coberturas de todas as apólices foram encerradas com a decretação da liquidação extrajudicial.

Escreva seu Comentário